Fotografia Criança - Jessica Lima

A importância da especialização na fotografia

Muitas pessoas não se importam ao contratarem o fotógrafo que irá eternizar um momento único de sua vida.

Você já parou para pensar na importância da especialização do fotógrafo naquela área que ele irá fotografar para você?

Já disse em um dos meus textos de fotografia newborn, mas vou repetir: não basta apenas saber fotografar. É preciso se especializar na área que se está fotografando.

Por exemplo: quando você contrata um profissional para fotografar o seu filho que acabou de nascer, você deve pesquisar se ele se especializou para fotografar recém-nascidos. Afinal, ele estará lidando com o maior amor da sua vida. E, caso você não saiba, a fotografia newborn deve ser feita com toda a segurança do mundo, de forma que o seu bebê fique confortável e não corra nenhum risco.

Ser um profissional “faz tudo” nem sempre é vantagem. Você já parou para pensar se aquele fotógrafo se especializou em TODAS as áreas que ele atua? Cursos de especialização não são baratos e nem rápidos. Será que aquele fotógrafo se especializou desde fotografia de recém-nascidos até fotografia de casamento? Pare para pensar… (existem casos em que o estúdio de fotografia tem diversos profissionais e cada um se especializou em uma área. Nesse caso, tudo bem!)

Muita gente me pergunta porque não fotografo outras áreas. A resposta é simples: não consigo abraçar o mundo. Sou só eu e minha assistente (minha mãe). E uma coisa que eu jamais quero fazer é “de qualquer jeito”. Se for para fotografar casamento, eu vou me especializar em fotografia de casamento (especializar e me atualizar, pois as coisas mudam a cada dia e é preciso ficar por dentro das novidades). Se eu for fotografar modelos, eu vou me especializar em fotografia de modelos, e assim por diante.

Como eu sempre fui apaixonada por crianças, quem me conhece sabe, eu decidi me especializar em fotografia infantil. Fiz vários cursos, tanto presenciais quanto online, estou sempre lendo, pesquisando e aprendendo. Estou longe de ser uma fotógrafa TOP, mas me esforço cada dia mais para oferecer o melhor ao meu público.

É ai que vem o ponto em que quero chegar: será mesmo que um profissional que investiu em cursos bons e se especializou em cada área que atua, que investiu em equipamentos bons, que investiu em um lugar bacana para atender seus clientes, que tem a fotografia como sua única profissão vai cobrar baratinho? Talvez aquele que apenas comprou uma câmera “boa” e fez um curso básico de fotografia (ou nem isso) vai cobrar metade do preço de um outro fotógrafo, mas é porque ele não teve gastos e nem investimentos, e muitas vezes não tem a fotografia como única profissão.

É claro que existe uma diferença de preços entre uma cidade e outra, mas isso não significa que quem mora em uma cidade pequena, como no meu caso, deve cobrar um preço tão baixo. Isso desvaloriza o trabalho de outros fotógrafos que estão tentando cobrar um preço justo, mas que muitas vezes são taxados de “careiros”.

Talvez aquele que cobra metade do preço, como citado acima, até seja um bom fotógrafo. Mas isso é MUITO raro. Pessoas que investem e estudam não cobram pouco.

Dê mais valor nessa profissão que está cada dia mais “banalizada”. Existem profissionais no mercado que realmente querem fazer o melhor, mas perdem para aqueles que cobram um preço “banana”!

E lembre-se: cada momento é único e só é vivido uma vez, restarão apenas as fotografias no futuro. Vale ou não vale a pena investir em um bom fotógrafo?


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *